Open post

Sucos detox: 10 melhores receitas para o verão

As receitas de suco detox são ideais para quem quer eliminar as toxinas do organismo e, de quebra, perder alguns quilinhos. E além de emagrecer rápido, essas bebidas com alto valor nutricional também oferecem outros benefícios, como manutenção do bronzeado, combate à TPM e melhora no intestino.
O preparo é fácil, basta bater todos os ingredientes no liquidificador e servir. Veja algumas receitas elaboradas pela nutricionista Cinthia Julião, da rede Mixirica.

  • Para auxiliar na queima de calorias, faça um suco com limão, manjericão e hortelã.
  • O suco de acerola, gengibre, cenoura e hortelã ativa o metabolismo, auxilia na perda de calorias e ajuda a manter o bronzeado.
  • Couve, morango e beterraba são os ingredientes ideais para desintoxicar, auxiliar nos sintomas da TPM e regular o humor.
  • Para prolongar a sensação de saciedade e acelerar o trato intestinal, eliminando as toxinas, a receita deve levar abacaxi, cenoura, gengibre e hortelã.
  • O suco de beterraba, cenoura, mamão e laranja é outra opção desintoxicante que também ajuda a melhorar o trânsito intestinal.
  • Quem quer eliminar as gordurinhas pode fazer um suco com pepino, cenoura e mamão, receita que é um diurético natural.
  • Mais uma opção para quem quer perder as gordurinhas: suco de maçã, gengibre, hortelã e limão.
  • O suco de cenoura, melancia e maracujá é um calmante natural, além de ser diurético e auxiliar na circulação do sangue.
  • Para quem quer emagrecer, o suco composto por couve, limão e hortelã o suco é o ideal.
  • Rico em vitamina C, o suco de mexerica, gengibre, cenoura e hortelã também é desintoxicante e um anti-inflamatório natural.

Fonte: http://www.bolsademulher.com/corpo/sucos-detox-10-melhores-receitas-para-o-verao

Open post

Horário de verão termina dia 20. Veja como acostumar o corpo

Médico analisa que a melhor atitude é preparar o organismo para o novo horário.

No próximo dia 20 de fevereiro, termina o horário de verão e os relógios devem ser atrasados em 1h. Pode parecer pouco, mas estudos revelam que o corpo pode demorar até 15 dias para se adaptar a nova rotina. No entanto, é possível ter algumas atitudes antes do relógio mudar e ajudar no período de adaptação.

“O desequilíbrio do organismo se dá nos cinco primeiros dias da mudança no relógio, após esse período e com os devidos cuidados tomados, o corpo se adapta de forma tranquila”, explica ao iG o clínico geral do Hospital das Clínicas da FMUSP, Jacob Faintuch.

O profissional analisa que a melhor atitude é preparar o organismo para o novo horário. Isso significa manter uma boa qualidade do sono e dormir o suficiente ao longo do período que antecede a mudança. “Dificuldade para dormir ou acordar podem predispor a problemas cardíacos e outras doenças. O infarto, por exemplo, costuma ocorrer algumas horas depois de acordar e, principalmente, na segunda-feira, dia em que o estresse comumente aumenta”, disse.

A alimentação também tem um papel fundamental. Ela deve ser equilibrada e ainda é preciso evitar alimentos pesados e bebidas estimulantes como café, chá preto e pó de guaraná.

Open post

Dengue chega a 1,59 milhão de casos no Brasil em 2015 em balanço parcial

Governo ainda não terminou de compilar dados da doença em ano recorde.
Aedes também espalhou vírus chikungunya por 10 estados e zika por 19.

O Ministério da Saúde ainda não terminou de compilar todos os casos de dengue registrados em 2015, mas até 5 de dezembro o número de vítimas do vírus havia chegado a 1,59 millhão.
No último boletim epidemiológico divulgado pelo governo sobre a doença, as regiões Sudeste e Centro-Oeste apareceram com as maiores taxas de disseminação da doença. São Paulo e Goiás tiveram até o período, respectivamente, incidências de 2.438 e de 1.640 casos por 100 mil habitantes.

Os quatro municípios recordistas na permanência da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti são paulistas:

Onda Verde: 17.966 casos/100 mil
Rio Claro: 10.237 casos/100 mil
Sorocaba: 8.647 casos/100 mil
Campinas: 5.746 casos/100 mil

Antes de dezembro, 2015 já havia se tornado o ano com maior número de casos registrados de dengue e de mortes provocadas pela doença. Até 5 de dezembro, 839 pessoas haviam morrido em decorrência da dengue, um aumento de 80% em relação a 2014.

O ano de 2015, ainda em outubro, já havia superado o ano recorde de casos de dengue, que era de 1,45 milhão, em 2013. Em 2014, ocorreram 589 mil casos, ou seja, um aumento de 169% só até a primeira semana de dezembro.

Zika, chikungunya e febre amarela
O Ministério da Saúde ainda não conseguiu concluir os números de 2015 sobre chikungunya e sobre zika, outros dois vírus transmitidos pelo Aedes aegypti, mas confirmou a gravidade das endemias.

A chikungunya teve mais de 17 mil casos suspeitos, mas só 374 foram confirmados por diagnóstico laboratorial. Outros 6.350 foram confirmados por critério clínico e 8.926 não tiveram resultado conclusivo.

A maior parte dos municípios com casos de transmissão autóctones (não importados) está concentrada na Bahia, Sergipe, Alagoas e Pernambuco.

Como não existe teste sorológico para o zika, dados epidemiológicos são escassos, mas o Ministério da Saúde diz que ele já está presente em 18 estados do país. Houve confirmação de ao menos um caso em Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Maranhão, Tocantins, Mato Grosso, Pará, Amazonas, Amapá, Rondônia e Roraima.

A febre amarela, outra doença transmitida pelo Aedes aegypti, é considerada uma endemia sob controle, mas teve um caso suspeito em 2015, no Rio Grande do Norte. O Ministério da Saúde confirmou o caso em 29 de dezembro, mas o episódio havia ocorrido em junho e culminou com a morte da paciente. O caso continua sob investigação.


 

Fonte: http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2016/01/dengue-chega-159-milhao-de-casos-no-brasil-em-2015-em-balanco-parcial.html

Open post

Receitas de última hora para ceias de fim de ano

Chefs ensinam receitas fáceis e rápidas, que você prepara com ingredientes básicos, mesmo sem muito tempo livre

Fim de ano é aquela correria, entre amigos-secretos, festas e muito trabalho. É normal não sobrar tempo para preparar uma superceia com antecedência – ou resolver organizar uma na última hora.

Nem por isso, entretanto, você precisa fazer feio na noite de Natal ou Ano-Novo. Com ingredientes que já estão na sua geladeira ou a uma corridinha até o mercado, dá para preparar alguns pratos bem práticos que são sucesso garantido!

Confira as receitas dos chefs para resolver sua ceia em dois tempos. Tem dicas para montar um cardápio inteiro – e bem variado.

Insalata Mista Com Tonno
Simples e prática, esta salada do chef Gustavo De Angelis rende um prato vistoso e bonito para a mesa. Veja como fazer e use as folhas que tiver em casa para montar um colorido de diversos tons de verde!

Arroz de festa
Apesar de superfácil de fazer, a receita da chef Anouk Rosa causa uma ótima impressão na ceia. O arroz basmati tem um leve toque de especiarias que é acentuado pela canela e o anis, ou seja, combina perfeitamente com ceias.

Salpicão de frango
O salpicão é um dos acompanhamentos mais típicos da ceia do Natal. Para preparar em casa a receita das chefs Bianca Folla e Ana Rio, prefira o frango defumado, mas se não achar, pode fazer com frango assado ou cozido, desfiado.

Tender defumado com peras
Este prato não pode faltar nas festas de fim de ano, certo? A clássica versão ganha novos ares nesta receita do chef Murilo Carvalho, que vai muito bem nas refeições festivas.

Rabanada
Para adoçar a noite, sirva a tradicional rabanada após o jantar. A receita da chefCarole Crema ganha charme com o pão português, mas, se preferir, use o pão francês que tiver em casa mesmo.

Salmão ao molho de gengibre
Esta receita da chef Vanda Rittman é uma ótima opção para quem quer oferecer peixe na ceia de Natal ou Ano-Novo. Rápida, prática e com sabor especial, faz bonito mesmo na última hora.

Fonte: http://disneybabble.uol.com.br/br/natal/receitas-de-%C3%BAltima-hora-para-ceias-de-fim-de-ano

Posts navigation

1 2 3 8 9 10 11 12 13