Open post

Benefícios da cebola roxa

Amiga da nossa saúde, fortalece a imunidade

A cebola roxa tem sabor mais suave e adocicado do que a branca. Amiga da nossa saúde, fortalece a imunidade, prevenindo doenças cardiovasculares e respiratórias, como asma e bronquite.
Além disso, o alimento deixa pele e cabelos bem mais bonitos!

 

Fonte: http://anamaria.uol.com.br/noticias/bem-estar-e-saude/beneficios-da-cebola-roxa.phtml#.V31VNvkrI-W

Open post

Coma bem e afaste a gripe

Em tempos de H1N1, comer direito é tão importante quanto tomar a vacina. Saiba quais alimentos reduzem seu risco de ficar doente

Laranja 
Fortalece o sistema imunológico graças à grande quantidade de vitamina C, que aumenta as células de defesa do corpo, deixando o organismo mais preparado pra combater as infecções.

 

Cravo e canela
Têm compostos fenólicos, substâncias que anulam a ação dos radicais livres, fortalecendo o organismo. Eles também combatem
infecções por bactérias, vírus e fungos. Mas atenção: canela é contraindicada para gestantes!

 

Alho
Ativa o sistema imunológico e tem efeito antitussígeno – alivia a tosse seca. Também é considerado um descongestionante nasal natural. Além de utilizá-lo como tempero do dia a dia em suas receitas, use-o em chás. Para ativar suas propriedades, macere os dentes pouco antes de usá-los.

 

Castanha-do-pará
É rica em selênio, mineral antioxidante que neutraliza a ação dos radicais livres no nosso corpo e ainda ajuda o organismo a se
defender de intrusos. Uma castanha-do-pará por dia já é suficiente.

 

Shitake
Tem lentinana, substância que favorece a produção de células do sistema imunológico, e ainda beta-glucanas, que aumentam
os anticorpos. Use-o em saladas, risotos, molhos para macarrão ou em recheio de tortas.
Receita – Penne com shitake
Ingredientes
? 300 g de penne
? 3 ½ colheres (sopa) de manteiga
? 200 g de shitake
em fatias, sem o talo
? 1 colher (chá) de shoyu
? 1 colher (sopa) de salsinha picada
Modo de preparo
Cozinhe o penne em água e sal até ficar al dente. Reserve. Numa panela, derreta a manteiga e junte o shitake. Refogue por três minutos. Ponha o shoyu, deixe ferver e desligue o fogo. Coloque a salsinha e sirva sobre o macarrão.

 

Mel
Considerado um antibiótico natural, combate a tosse, tem ação bactericida e antisséptica. Use-o misturado a sucos ou chás. Tome 3 colheres (chá) ao dia. É contraindicado para crianças menores de 1 ano e obesos.

 

Batata-doce
Possui nutrientes que atuam na produção de novas células. Graças à vitamina A, mantém a integridade do sistema imunológico, fortalecendo o corpo contra infecções.

 

Agrião
Suas vitaminas reforçam o sistema de defesa do corpo. A verdura e ainda um ótimo descongestionante e expectorante.
Receita – Sopa de agrião
Ingredientes
4 batatas
6 xícaras (chá) de caldo de legumes
1 maço de agrião (só as folhas)
Pimenta-do-reino e sal a gosto
Modo de preparo
Coloque as batatas em cubos numa panela e junte o caldo de legumes. Cozinhe em fogo médio até que elas fiquem bem macias. Acrescente o agrião, cozinhe por três minutos e retire do fogo. Espere amornar. Transfira tudo, pouco a pouco, para o liquidificador e bata até que a mistura fique bem lisa, sem gruminhos. Corrija o tempero e sirva em seguida.

 

Semente de abóbora 
Contém zinco, mineral essencial ao sistema imunológico. Ainda é rica em fibras solúveis, que estimulam o crescimento de bactérias amigas no intestino. Consuma as sementes torradas, com casca e sem sal.

 

Melancia
É rica em licopeno e glutationa, substâncias que protegem o corpo contra os radicais livres. Também é cheia de água, ótima para hidratar o organismo e repor os nutrientes perdidos ao longo do dia.

 

Cenoura
Tem bastante vitamina A, que fortalece o sistema imunológico e afasta o risco de doenças. Ajuda, ainda, o corpo a eliminar secreções.

 

Maçã
Possui grandes quantidades de pectina e quercetina, substâncias que preservam as células, deixando o organismo imune às infecções. Coma uma por dia.
Receita – Torta rápida de maçã
Ingredientes
½ xícara (chá) de leite
3 ovos batidos
3 maçãs em pedaços
1 xícara (chá) de farinha de trigo
½ xícara (chá) de adoçante para forno e fogão
Canela em pó a gosto
Modo de preparo
Misture o leite com os ovos e reserve. Em um refratário untado, disponha os pedaços de maçã. Misture a farinha, o adoçante e a
canela e polvilhe por cima da fruta. Agora despeje a mistura de leite e leve ao forno médio, preaquecido, por 30 minutos.

 

Chá verde
Ajuda na diluição e eliminação do muco preso nas cavidades da face. Ótimo para quem sofre de sinusite. Santo remédio contra bactérias e o vírus da gripe, é contraindicado para hipertensos, gestantes e crianças.

 

Limão
Por ter muita vitamina C é um poderoso aliado contra vírus e bactérias. Também aumenta as células de defesa do corpo, fortalecendo o corpo contra infecções. Use em sucos ou em chás, e adoce com mel.

 

Pimenta
Responsável pelo sabor ardidinho, a capsaicina estimula as secreções, levando o corpo a eliminar mais facilmente o catarro. Faça um chá, um molho picante para salada ou use-a para temperar carnes.
Receita – Chá de pimenta
Ingredientes
 1 colher (sopa) de açúcar
 1 colher (sopa) de raspas de gengibre
 1 cravo-da-índia
 1 pimenta dedo-de-moça
 1 xícara (chá) de água
 1 rodela de laranja
 1 rodela de maçã
Modo de preparo
Numa panela, coloque os quatro primeiros ingredientes e deixe caramelizar. Acrescente a água fervente e as frutas. Aguarde dois minutos e beba bem quente.

 

Gengibre
Possui tem gingerol, substância com propriedades anti-inflamatórias que fortalece o nosso sistema de defesa. Contraindicado para gestantes, hipertensos, cardíacos e diabéticos.

 


 

 

Durante as crises, evite:
Leite e derivados (iogurtes, queijos, creme de leite) e alimentos com glúten (pães, massas, biscoitos). De acordo com especialistas, esses alimentos têm proteínas de difícil digestão e podem sobrecarregar as células de defesa do organismo. Dessa forma, nosso corpo fica debilitado e incapaz de combater os vírus e as bactérias. Também é bom evitar açúcar, uma vez que ele pode favorecer a proliferação de fungos.

 

 

FONTES: DANIEL PERCEGO, NUTRICIONISTA ESPORTIVO E FUNCIONAL; FABIO CARDOSO, ESPECIALISTA EM MEDICINA PREVENTIVA; FLAVIA JUNQUEIRA, ENDOCRINOLOGISTA DA CLÍNICA GOA HEALTH CLUB, DO RIO DE JANEIRO; ANDREA SANTA ROSA GARCIA, NUTRICIONISTA DA CLÍNICA DE NUTRIÇÃO FUNCIONAL ANDREA SANTA ROSA GARCIA, DO RIO DE JANEIRO; MINISTÉRIO DA SAÚDE;
SOCIEDADE PAULISTA DE TISIOLOGIA E PNEUMOLOGIA
Open post

Segredinhos culinários: dicas para não ser enganada na hora de comprar peixe

Veja como garantir um alimento fresquinho

  1. Antes de comprar, veja se ele está sobre uma camada de gelo e em superfície lisa e vazada – isso evita que o acúmulo de líquido entre em contato com o alimento.
  2. Atenção à aparência: as guelras devem ser vermelhas, os olhos brilhantes (curvados para fora) e as nadadeiras e a cauda úmidas e flexíveis.
  3. Evite comprar espécies cujas escamas se soltem facilmente. Os peixes mais frescos são recobertos por uma fina mucosa que prende as escamas à pele.
Outras dicas…
Na hora de bater as claras em neve, use os ovos sempre em temperatura ambiente.
Antes de assar o pão, pincele-o com gema e gotas de café para ficar bem dourado.
Carnes mais duras amaciam se marinadas em vinho, vinagre ou suco de abacaxi.

Mito ou verdade?

Sal na água acelera a fervura
Mito!
Água pura no nível do mar ferve a 100 graus. Com sal, ela ferve a uma temperatura mais elevada, ou seja, demora mais. Adicionar o tempero na água é algo que deve ser feito apenas pelo sabor, nada mais.

Não pode faltar na cozinha…
? Multiprocessador
Traz a praticidade de vários eletrodomésticos em um único aparelho.
Com ele é possível picar, fatiar, cortar, misturar massa de bolo ou pão…
Alguns modelos permitem também fazer vários tipos de sucos com muita rapidez.
Open post

Poupança é investimento mais seguro que o Tesouro Direto?

Quando se fala em segurança no investimento, a primeira aplicação que vem à mente de muito investidor é a poupança. Mas será que a poupança é realmente o investimento mais seguro que existe?

Não existe investimento sem risco, afirmam Alexandre Cabral, professor de Finanças da FIA (Fundação Instituto de Administração); Clodoir Vieira, professor de Finanças do Centro Universitário Senac; Eric Trevisani, planejador financeiro da Trevisani Adviser e Mauro Calil, especialista em investimentos do Banco Ourinvest.
“A poupança tem garantias privadas, enquanto o Tesouro tem garantias públicas”, afirma Calil. “Sendo assim, o Tesouro é mais seguro que a poupança, pois o governo tem a capacidade de aplicar impostos para cobrir suas despesas, enquanto o setor privado não pode se financiar desse modo”, diz.

Tesouro tem garantia do governo

A poupança é garantida pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC), uma entidade privada, sem fins lucrativos, que administra um mecanismo de proteção aos correntistas, poupadores e investidores. Ele permite recuperar os depósitos num banco em caso de quebra.

Essa garantia é de até R$ 250 mil por CPF, por banco. Esse valor inclui tudo: conta-corrente, poupança, CDBs, LCIs etc.

Assim, se alguém concentra todas as suas aplicações em um único banco, e ele quebra, só se consegue recuperar os R$ 250 mil. Se tiver mais que isso, é vantajoso separar os investimentos em outros bancos. Aí é esse limite por banco.Clique aqui para ver mais informações sobre o FGC.

Mauro Calil explica que, mesmo se o banco for público, a garantia também é privada. “E se um banco público quebrar, nada garante que o governo vai resolver, pois não há lei ou regulamentação que preveja tal situação de socorro”, diz.

A garantia dos títulos públicos negociados no Tesouro Direto é o Tesouro Nacional, ou seja, o governo. “É mais provável uma instituição privada quebrar do que o governo. Além disso, se o governo quebrar, isso também vai afetar as instituições privadas”, diz Trevisani.

Ele explica que se uma crise econômica depreciar todo o patrimônio público, nem a poupança nem o Tesouro estarão 100% seguros. “Ao comparar os investimentos não estamos falando sobre a qualidade da garantia, mas sim sobre o seu tamanho. Na poupança, a garantia é limitada a R$ 250 mil. No Tesouro, é sem limite”, diz.

Poupança é simples e rápida

Comparando a poupança com o Tesouro Direto nos quesitos rentabilidade, liquidez (facilidade de transformar o investimento em dinheiro), simplicidade e incidência de taxas e impostos, a poupança se sai melhor em todos, menos na rentabilidade.

Quando se investe na poupança, é possível sacar o dinheiro no mesmo dia. No Tesouro Direto, o dinheiro é depositado no dia seguinte.

Quem investe na poupança também não precisa se lembrar de reinvestir o dinheiro.  Uma vez depositado na caderneta, ele irá render sempre. “A poupança é imbatível quando se fala em liquidez e simplicidade”, afirma Clodoir Vieira.

O mesmo não acontece no Tesouro Direto. “O Tesouro é complicado; na verdade, ele não é direto, é indireto”, diz Mauro Calil. Ao optar por esse investimento, é preciso procurar um banco ou corretora, escolher o tipo de título no qual quer investir, o prazo de vencimento, e também é preciso fazer novas compras quando o título vence.

“Não é que o Tesouro seja difícil, é a poupança que já está na cabeça das pessoas desde que elas usam fraldas”, afirma Cabral.

Poupança é isenta de taxas e imposto

A poupança não tem qualquer incidência de taxas ou impostos.

No Tesouro Direto, há incidência de Imposto de Renda em função do prazo da aplicação (quanto mais tempo o dinheiro fica investido, menor será a alíquota cobrada). Veja a tabela:

  • Até 180 dias: 22,5%
  • De 181 a 360 dias: 20%
  • De 361 a 720 dias: 17,5%
  • Acima de 720 dias: 15%

Se o dinheiro ficar investido por um prazo inferior a 30 dias, haverá também cobrança de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras).

Também existem taxas de custódia e de serviços que são cobradas no Tesouro Direto. Para saber mais sobre essas taxas e o funcionamento do Tesouro Direto,clique neste link.

Em rentabilidade, Tesouro vence

Quando se compara poupança com Tesouro Direto, o último vence na rentabilidade.

O economista Mauro Calil fez uma projeção de rentabilidade para uma aplicação de R$ 1.000, considerando que a taxa de juros básica da economia seja mantida em 14,25% ao ano. Não foi considerada a variação da TR para o cálculo.

Em seis meses:
Poupança: R$ 1.030,00 (rentabilidade de 3%)
Tesouro Direto: R$ 1.055,60 (rentabilidade de 5,56%, já descontado o IR de 22,5%)

Em um ano:
Poupança: R$ 1.061,70 (rentabilidade de 6,17%)
Tesouro Selic: R$ 1.114,00 (rentabilidade de 11,4%, já descontado o IR de 20%)

Em dois anos e um dia:
Poupança: R$ 1.127,20 (rendimento de 12,72%)
Tesouro direto: R$ 1.269,24 (rendimento de 26,92%, já descontado o IR de 15%)

“As pessoas precisam aprender que ganhar dinheiro dá trabalho. Sai muito caro eu escolher a comodidade da poupança em vez do Tesouro, porque isso significa perder dinheiro”, diz Calil.

(Edição de texto: Armando Pereira Filho)

 

Fonte: http://economia.uol.com.br/financas-pessoais/noticias/redacao/2016/06/03/poupanca-e-investimento-mais-seguro-que-o-tesouro-direto.htm

Posts navigation

1 2 3 5 6 7 8 9 10 11 16 17 18