Open post

Veja os erros mais comuns que costumam levar à malha fina do IR

Das declarações retidas em 2015, 29% foram por omissão de rendimentos. Dedução indevida e valores errados de despesas médicas estão na lista.

Dados da Receita Federal mostram que a omissão de rendimentos e números errados ou incompatíveis nos valores declarados com despesas dedutíveis estão entre as principais razões que costumam levar o contribuinte à malha fina. Em 2015, 617.695 contribuintes caíram na malha fina, segundo a Receita, o que corresponde a 2,1% do total de documentos entregues.

Os 6 erros mais comuns

Veja a seguir os 6 erros mais comuns no preenchimento da declaração do imposto de renda, segundo as estatísticas de declarações retidas em malha fina da Receita no ano passado:

1º – Omissão de rendimentos do titular ou seus dependentes
180.755 declarações retidas (29,3% do total)

2º – Dedução indevida de despesas com previdência oficial ou privada
148.334 declarações retidas (24% do total)

3º – Valores incompatíveis de despesas médicas
129.587 declarações retidas (21% do total)

4º – Informações declaradas divergentes da fonte pagadora (não comprovação do Imposto de renda retido na fonte pela empresa, inclusive ausência de DIRF)
43.886 declarações retidas (7,1% do total)

5º – Omissão de rendimentos de aluguéis
34.863 declarações retidas (5,6% do total)

6º Pensão alimentícia com indícios de falsidade
32.998 declarações retidas (5,3% do total)

Outros cuidados

O prazo de entrega vai até o dia 29 de abril. Para não cair na malha fina, é importante também que o contribuinte tome outros cuidados na hora do preenchimento.
O especialista Richard Domingos, diretor executivo da Confirp Consultoria Contábil lista outros12 erros comuns que também podem trazer problemas ao contribuinte:

1 – Não lançar na ficha de rendimentos tributáveis os rendimentos provenientes de resgate de previdências privadas, quando não optantes pela plano regressivo de tributação;
2 – Informar, no caso de contribuintes com mais de 65 anos, rendimentos isentos com valor superior ao limite legal. Em caso de declaração em conjunto, se ambos os contribuintes preencherem as condições de isenção, o valor máximo permitido é a soma dos limites de cada um;
3 – Não lançar a pensão alimentícia recebida na ficha de rendimentos tributados recebidos de pessoa física.
4 – Lançar valores na ficha de rendimentos tributáveis diferentes daqueles relacionados nos informes de rendimento das fontes pagadoras;
5 – Lançar valores de rendimentos tributados exclusivamente na fonte na ficha de rendimentos tributados;
6 – Não preencher a ficha de ganhos de capital no caso de venda de bens e direitos;
7 – Não preencher a ficha de ganhos de renda variável se o contribuinte operou em bolsa de valores;
8 – Lançar os mesmos dependentes quando a declaração é feita em separado pelos cônjuges ou companheiros;
9 – Não relacionar os rendimentos (tributáveis, isentos e não tributáveis e tributável exclusivamente na fonte) de dependentes relacionados na declaração;
10 – Não relacionar nas fichas de bens e direitos, dívidas e ônus, ganho de capital e renda variável valores referente a dependentes de sua declaração;
11 – Não relacionar valores de aluguéis recebidos de pessoa física na ficha de recebimento de pessoa física;
12 – Não abater comissões e despesas relacionadas a aluguéis recebidos na ficha de rendimentos recebidos de pessoas físicas.

Fonte: http://g1.globo.com/economia/imposto-de-renda/2016/noticia/2016/03/veja-os-erros-mais-comuns-que-costumam-levar-malha-fina-do-ir.html

Open post

Concurso para Técnico-Administrativos UFABC – edital 17/2016

A Universidade Federal do ABC (UFABC), em São Paulo, divulgou o edital n° 17/2016 de concurso público para cargos vagos do quadro de servidores Técnico Administrativo em Educação. São oferecidas 16 vagas para os cargos de Assistente em Administração (14) e Técnico em Eletrônica (2), com vencimento básico de R$ 2.175,17.

Os requisitos dos cargos são: ensino médio completo, com curso técnico de Administração ou Ensino Médio completo e experiência de 12 meses para Assistente; ensino médio completo e curso técnico em Eletrônica para o cargo de Técnico.

A inscrição deverá ser efetuada das 10h de 15 de fevereiro até às 16h de 24 de março de 2016, exclusivamente pela internet, no site www.vunesp.com.br, mediante pagamento de taxa de inscrição de R$ 47,50.

O concurso constará de uma prova objetiva, composta com questões de Língua Portuguesa, Matemática, Legislação, Noções de Informática e Conhecimentos específicos do cargo, a ser realizada em local e horário com cinco dias de antecedência no www.vunesp.com.br. A previsão é de que aplicação aconteça no dia 1º de maio de 2016, com gabaritos divulgados no segundo dia útil após, devendo o candidato observar, total e atentamente, todas as instruções do regulamento.

O edital completo e atualizações deste concurso, que tem validade de dois anos, serão publicados no site da VUNESP.

Informações: site da UFABC (www.ufabc.edu.br), e-mail (concursos.tas@ufabc.edu.br), atendimento presencial (VUNESP: Rua Dona Germaine Burchard, 515 – Água Branca – Perdizes – São Paulo – CEP 05002-062) e telefônico: Disque VUNESP – (11) 3874-6300.

Fonte:http://www.concursosnobrasil.com.br/concursos/sp/2016/01/concurso-ufabc.html

Open post

Abono do PIS para nascidos em janeiro e fevereiro é liberado nesta quinta-feira

Benefício abarcará cerca de 23 milhões de trabalhadores com média de dois salários mínimos e 30 dias trabalhados em 2014

Os trabalhadores nascidos nos meses de janeiro e fevereiro poderão sacar o abono salarial do Programa de Integração Social (PIS) a partir desta quinta-feira (14). Têm direito ao benefício aqueles que receberam uma média mensal de dois salários mínimos, trabalharam pelo menos 30 dias no ano de 2014 e têm cinco anos de cadastro no PIS/PASEP.

O saque do benefício pode ser feito nas agências da Caixa Econômica Federal (CEF) ou por meio do Cartão do Cidadão nos canais de autoatendimento do banco, casas lotéricas e correspondentes Caixa Aqui. Para quem tem conta na CEF, o dinheiro será depositado nesta terça-feira (12). Também serão pagos os rendimentos do saldo de quotas do PIS para os trabalhadores cadastrados no programa até 04/10/1988.

Mais de 23 milhões de trabalhadores e trabalhadoras foram identificados para o recebimento do abono salarial, segundo o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Deste total, 38% – ou 8,9 milhões – já receberam o benefício, considerando o período de julho a novembro do ano passado. No entanto, o MTE alerta que ainda há 14,5 milhões de trabalhadores aptos ao recebimento que não solicitaram o benefício.

No próximo mês, os pagamentos serão realizados a partir do dia 11 para trabalhadores nascidos em março e abril. O calendário deste exercício vai até o dia 17 de março, mas o benefício ficará disponível para saque até 30 de junho de 2016. Os benefícios não retirados retornam ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Consulta: como fazer

Para saber se tem direito ao recebimento de um salário mínimo, o trabalhador pode ligar no 0800 726 0207 ou fazer a consulta pelo site da Caixa. Correntistas da banco recebem o crédito do pagamento diretamente nas suas contas.

Fonte: http://economia.ig.com.br/2016-01-13/abono-do-pis-para-nascidos-em-janeiro-e-fevereiro-e-liberado-nesta-quinta-feira.html

Open post

BNDES lançará crédito a juro baixo para pequenos negócios ainda este mês

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) apresentou na última quarta-feira (3) uma proposta de linha de crédito para capital de giro dedicada a empresas de pequeno porte, que faturam até R$ 360 mil por ano – estão nessa faixa 78% das microempresas brasileiras.

O objetivo é que ao final de fevereiro já estejam disponíveis empréstimos com taxas de até 18% ao ano. Vale lembrar que a esse percentual serão acrescidos os custos cobrados pelos operadores financeiros, que são os bancos comerciais que oferecem as linhas de crédito do BNDES.

Os empréstimos dessa linha devem ter garantia de 80% dos fundos garantidores (FGI – Fundo Garantidor para Investimentos, FGO – Fundo Garantidor de Operações e Fampe – Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas) e teto anual de R$ 30 mil por tomador.

Burocracia reduzida para os pequenos

A instituição orientará os gestores a reduzir a burocracia envolvida nessas operações, dispensando a apresentação de alguns documentos por parte dos tomadores de crédito.
“Queremos uma operação autossustentável, com foco no pequeno. Não é subsídio nem assistencialismo”, afirmou o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, entidade na qual foi feito o anúncio do BNDES, após reunião com a presença também de representantes da ABDE (Associação Brasileira de Instituições Financeiras de Desenvolvimento), Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal.

No encontro, no entanto, não houve consenso sobre as taxas finais que serão praticadas pelos bancos comerciais junto aos pequenos empreendedores.

Os participantes do encontro se comprometeram a realizar novos cálculos e orientar os sistemas de tecnologia da informação das instituições financeiras para viabilizar o novo produto. Um próximo encontro para debater o crédito aos pequenos empreendimentos foi marcado para o dia 17 de fevereiro, na sede do Sebrae.

Na reunião de terça-feira (2), o banco de desenvolvimento já havia anunciado que o prazo de amortização do Cartão BNDES será ampliado de 48 para 60 meses. Outros ajustes estão sendo acertados para aumentar a atratividade do cartão, sem onerar o cliente final, a exemplo do uso do FAMPE como garantidor.

Fonte: http://economia.uol.com.br/empreendedorismo/noticias/redacao/2016/02/04/bndes-lancara-credito-a-juro-baixo-para-pequenos-negocios-ainda-este-mes.htm

Posts navigation

1 2 3 4