Open post

Conheça o supermercado sem embalagens?

Original e consciente

Imagine um supermercado sem nenhuma embalagem descartável. Lá, o macarrão não vem em um pacote. O suco não é vendido com a caixa. O xampu? Não, não tem frasco. Sacolinha plástica? Nem pensar!

Sim, ele existe. E é um sucesso.

O Original Unverpack é um novo supermercado, criado em Berlim, na Alemanha. Como o nome indica, é muito original – e sem embalagens. Por lá, produtos regionais têm passe livre. Mas frascos e potes descartáveis definitivamente não.

O conceito foi idealizado por duas mulheres, Milena e Sara, ao longo de dois longos anos.

Cientes de que anualmente 16 milhões de toneladas de embalagens vagam pelos lixos da Alemanha, as duas visionárias decidiram abrir um supermercado que aumenta a consciência sobre esse problema e propõe alternativas práticas.

Mas afinal, como é possível comprar um azeite, por exemplo, sem usar nenhuma embalagem descartável? Substituindo-a por potes de vidro, latas, sacolas, cestos e assim por diante.

Funciona assim: você leva as suas próprias embalagens e completa com os produtos que desejar. Na hora de pagar, é só pesar. E pode ficar tranquilo que você só vai pagar pelo peso do produto.

Esqueceu a sua cesta em casa? Não tem problema, no Original Unverpack há muitos recipientes reutilizáveis à venda. Quer saber a procedência do produto? A tabela nutricional? Se tem glúten? O Original Unverpack disponibiliza materiais com todas as essas informações.

A marca está revolucionando comportamentos enraizados há décadas, introduzindo uma nova experiência de consumo, baseada na sustentabilidade.

O sucesso dos primeiros três meses de funcionamento comprova a existência de uma demanda latente por marcas que levem em consideração toda a cadeia produtiva.

Um estudo realizado pela Interbrand, aponta que nós estamos entrando na Era do Você, uma era na qual as marcas devem se adaptar e se reorganizar a partir dos dados e das demandas dos indivíduos.

A Era do Você também pode ser ilustrada como a era da personalização, na qual o consumidor é o ator principal.

As marcas precisam olhar para os seus consumidores e descobrir insights genuínos para criarem experiências relevantes e personalizadas para as suas comunidades.

O Original Unverpack é um ótimo exemplo de como as marcas devem atuar na Era do Você: lendo e compreendendo as necessidades das comunidades para criar uma experiência atende os desejos dos indivíduos.

Veja nas imagens o funcionamento do supermercado.

 

Fonte: http://exame.abril.com.br/marketing/noticias/conheca-o-supermercado-sem-embalagens

Open post

Falta de tempo e alta no preço muda hábito do consumidor e cria oportunidades aos supermercados

Rotina movimentada e alta nos preços de alguns alimentos faz com que consumidores adotem novos hábitos em sua alimentação e cria oportunidade para o Mercado atacadista de alimentação.

Sem tempo para sentar à mesa e comer com calma, o brasileiro que, nos anos 70 tinha uma média de duas horas por refeição, hoje não passa mais que 15 minutos. Junto à isso temos a ala no preço dos produtos industrializados que fez com que o consumidor começasse a optar por alimentos mais saudáveis, trocando o snacks e refrigerantes por frutas e cereais.

Essa mudança de hábitos fez com que o supermercados passassem a repensar a maneira como lidar com a arquitetura física do varejo, oferecendo alimentos complementares, facilitando a busca do consumidor e permitindo que ele passe menos tempo nas lojas. Além disso, oferecer preços mais atraentes os supermercadista tem hoje a missão de reinventar suas ofertas, lançar novos  serviços e estar mais atento às variáveis que influenciam Mercado, como tecnologia, otimização dos recursos, capacitação profissional, sustentabilidade e mudanças demográficas.

O atual panorama do setor exige atenção ao cliente, que passou a consumir alimentos mais saudáveis e práticos. Todas as classes estão em busca de mais praticidade no dia a dia e passaram a optar por produtos que oferecem melhor qualidade. Essa mudança de perfil é revelada em uma pesquisa divulgada pela APAS (Associação Paulista de Supermercados): nos últimos anos, alimentos frescos ganharam importância na cesta do brasileiro. A análise observou um crescimento no consumo de produtos de açougue, hortifrúti e padaria. 11% dos entrevistados afirmaram que, se os preços dos alimentos subissem, passariam a comprar mais frutas e/ou vegetais frescos ou congelados, enquanto 10% optariam por cereais a granel. Isso representa uma nova oportunidade de negócios para varejistas do setor.

 

Open post

Comércio de SP diz que Procon não pode notificar por cobrança de sacola (UOL)

Notificar os comerciantes de São Paulo por estarem cobrando pelas novas sacolinhas plásticas é ilegal, segundo a Fecomercio-SP, associação que representa os comerciantes no Estado.

Desde que passou a valer a lei que substitui as sacolinhas pelo novos modelos padronizados, vários estabelecimentos em São Paulo passaram a cobrar pelo item, que antes era distribuído gratuitamente.

Os preços pela unidade da nova sacolinha (mais resistente e produzida com um plástico diferente) vão de R$ 0,08 até R$ 0,15 na capital.

Criada em 2011, pelo ex-prefeito Gilberto Kassab, a lei das sacolinhas (lei municipal nº 15.374) só foi regulamentada em novembro do ano passado, após longa polêmica e disputas na Justiça.

Leia mais em: http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2015/04/16/comerciantes-dizem-que-procon-nao-pode-notificar-por-cobranca-de-sacola.htm

Posts navigation

1 2 3 7 8 9 10