Open post

Chocolate meio amargo faz bem ao coração

O chocolate meio amargo faz bem ao coração porque contém muitos antioxidantes, que facilitam a circulação sanguínea, promovendo um fluxo adequado de sangue no organismo, e diminuindo assim o risco do aparecimento de doenças cardíacas.

Porém, basta 1 quadradinho, cerca de 5 g, por dia, após o café da manhã ou do almoço para ter todos os benefícios do chocolate meio amargo.

Além disso, o chocolate meio amargo tem teobromina, uma substância que estimula os músculos do coração fazendo com que fique mais forte.

Benefícios do chocolate meio amargo

Outros benefícios do chocolate meio amargo podem ser:

  • Prevenir o aparecimento de câncer – porque tem antioxidantes, chamados de flavonoides, que protegem as células do corpo;
  • Dar sensação de bem estar – pois ajuda na liberação do hormônio serotonina;
  • Estimular o sistema nervoso central – devido à presença de teobromina, uma substância semelhante à cafeína.

Para ter todos os benefício do chocolate meio amargo, só deve ser consumida a dose recomendada porque comer chocolate a mais aumenta os níveis de gordura e açúcares no sangue podendo provocar aumento do colesterol ou diabetes, por exemplo.

Informação nutricional do chocolate meio amargo

Componentes Quantidade em 1 quadradinho de chocolate meio amargo
Energia 25 calorias
Proteínas 0,32 g
Gorduras 1,4 g
Carboidratos 2,8 g
Fibras 0,32 g

O chocolate meio amargo também pode ser incluído em uma dieta de emagrecimento quando consumido em pequenas quantidades porque tem fibras que ajudam a diminuir o apetite.

 

Fonte: 

Cardiologista

http://www.tuasaude.com/chocolate-meio-amargo-faz-bem-ao-coracao/

Open post

Carnes magras: saiba quais são os cortes mais saudáveis para incluir no cardápio

Saiba quais são os cortes mais indicados para comer carne sem sair da dieta

Embora muitas pessoas pensem que as carnes de origem animal são necessariamente calóricas, engana-se quem pensa que comer carne faz mal. O alimento é fonte de minerais, vitaminas e outros nutrientes essenciais para o funcionamento do organismo, como ferro, zinco, sobre e selênio.

Além disso, mesmo para quem quer emagrecer, a carne tem benefícios: rico em proteínas, o alimento é importante para a construção de músculos, para o fortalecimento e recuperação das fibras musculares. Para não sair da dieta, a dica é escolher os cortes mais magros de cada tipo de carne.

Carnes vermelhas mais magras

Entre os cortes menos calóricos de carne vermelha, destacam-se o patinho, maminha, lagarto, filé mignon, coxão mole e coxão duro. Já entre as mais gordurosas – e que portanto deve ser consumidas de maneira restrita – estão o acém, alcatra, cupim, picanha, costela e fraldinha.

Dica: na hora de preparar o alimento, evite fritá-lo em óleo ou acrescentar muito sal ou temperos prontos. Além disso, procure retirar toda a gordura aparente da carne antes de consumir.

Carnes suínas mais magras

Os cortes suínos menos gordurosos são o lombo, filé mignon, patinho, lagarto, coxão duro e coxão mole. Por outro lado, o perfil e a costela são os mais calóricos e precisam ser evitados. Os embutidos, como a linguiça e o toucinho também devem ser consumidos moderadamente, já que além de gordurosos, são ricos em sódio.

Carnes brancas mais magras

As carnes de aves, no geral, são as mais magras – desde que você retire toda a pele antes de consumir. Para quem gosta de peixes, os mais indicados para não escorregar na dieta são badejo. Corvina, dourado, carpa, pescado, linguado e truta. Outras espécies, como salmão, sardinha, anchova e atum têm maior índice de gorduras que, no entanto, são saudáveis e trazem benefícios à saúde do coração especialmente.

Fonte: http://www.mulher.com.br/10699/carnes-magras-saiba-quais-sao-os-cortes-mais-saudaveis-para-incluir-no-cardapio

Open post

Benefícios do Alho

O alho é um antibiótico natural extremamente eficaz à nossa saúde. Ele é um antimicrobiano com efeitos benéficos ao coração e circulação, além de possuir propriedades antissépticas, diuréticas e de combate à febre.

Ele ajuda, por exemplo, a evitar resfriados e na evolução da arteriosclerose. Por isso, é indicado nas afecções catarrais agudas e crônicas, como as bronquites que dificultam a respiração, tuberculose e pneumonia. Se o alho for preparado sob a forma de essência, também ajuda a aliviar os estados asmáticos e funciona como depurativo do sangue. As aplicações de preparados à base de alho estimulam o crescimento dos cabelos.

Propriedades do Alho

O alho possui um valor nutricional riquíssimo; é composto de vitaminas (A, B1, B2, B6, C, E), aminoácidos, adenosina, sais minerais (ferro, selênio, enxofre, silício, iodo e cromo), enzimas e compostos biologicamente ativos como a alicina.

A alicina é um potente antibiótico, muito eficaz na eliminação de micróbios e bactérias que causam doenças respiratórias e digestivas. Além do mais, se trata de um antibiótico seletivo: por ser natural, elimina as bactérias nocivas sem causar dano àquelas que são boas para nosso organismo.

Ele tem substâncias com potencial antimicrobiano, antiviral e anticoagulante. Possui ação diurética, expectorante,  antifúngico, antiespasmódico,  vasodilatador,   imunoestimulante e broncodilatador.

Alho na Prevenção de Doenças

O alho é um elemento muito efetivo na prevenção de muitas doenças e males cardiovasculares. Assim, por exemplo, o alho ajuda a reduzir a pressão arterial, graças à estimulação da produção de ácido sulfídrico — o qual relaxa os vasos sanguíneos e melhora o fluxo de sangue no organismo. Além do mais, ajuda a prevenir e reduzir o enrijecimento das artérias, algo que se ocorrer pode dificultar a circulação sanguínea.

O alho é igualmente excelente para a digestão. Ainda que em algumas pessoas possa gerar gases e não se recomende para quem tem acidez o problemas gástricos avançados, o consumo de alho em geral beneficia o sistema digestivo uma vez que ajuda a processar melhor os alimentos ingeridos.

Assim, o alho colabora na eliminação de resíduos do organismo, ajuda a prevenir inflamações estomacais e intestinais e inclusive pode eliminar bactérias que causam danos no intestino sem afetar aquelas que ajudam no processo de digestão.

Como mencionado no princípio, o alho é também um excelente diurético, facilita a eliminação de líquidos e toxinas. Para alcançar esse efeito no organismo, basta seguir um protocolo bem simples: misture quatro dentes de alho moídos em um litro de água e consuma diariamente dois copos dessa mistura, durante duas semanas. Para voltar a consumir a mesma bebida deve-se esperar pelo menos uma semana.

Finalmente, muitos estudos sugerem que há uma relação entre o consumo regular de alho e a redução do risco de adquirir diferentes tipos de câncer, devido a suas propriedades antibacterianas e o bloqueio da formação de substâncias cancerígenas. O alho parece ter resultados especialmente bons na prevenção de distintos tipos de câncer que afetam o trato gastrointestinal. A explicação poderia estar em seu teor de enxofre, que demonstra efeitos positivos na luta contra esse tipo de problema.

Como Consumir o Alho?

Benefícios do Alho

Para preservar o que o alho tem de melhor, ele não deve ser aquecido. Se possível, opte por ele cru, amassado no pão, triturado no molho ou na maionese. Quando ele é cozido, frito, refogado, ele perde um pouco das propriedades, mas continua sendo benéfico. Além do mais, o alho frito é uma delícia!

Outra forma de ingerir o alho cru e aproveitar seus benefícios é preparar uma água de alho: esmague um dente de alho e coloque 200 ml de água. Deixar descansar por algumas horas, e tome uns golinhos da água durante o dia.

O alho pode ser usado para reforçar o sistema imunológico, mas o ideal é ter a orientação de um especialista. O excesso também é contraindicado para quem já toma anticoagulantes e para quem tem problemas gastrointestinais com alho. As gestantes não devem comer em excesso, assim como pessoas que passarão por cirurgias.

É sempre importante saber das propriedades e benefícios que os alimentos trazem para a nossa saúde.  Mas atenção, mesmo o alho tendo todos esses benefícios e propriedades medicinais, se você sentr qualquer sintoma estranho, é importante procurar um nutricionista pois você pode ter algum tipo de intolerância. Nada de se “automedicar com alho” e esperar milagres!

 

Fonte: http://belezaesaude.com/alho/

Open post

10 grandes benefícios do vinho tinto que você não conhecia

Beber uma taça de vinho tinto todos os dias pode fazer muito bem para nossa saúde. Mas lembre-se: sempre com moderação e equilíbrio. Um copinho diário deste presente da natureza e de sabor excelente acompanhará seus pratos e melhorará notavelmente seu bem-estar. Explicaremos a seguir o porquê.

1. Um aliado na perda de peso

Você sabia disso? Na verdade, o vinho tinto dispõe de uma propriedade muito especial: ele ativa um gene que impede a formação de novas células de gordura e, como se fosse pouco, estimula as existentes, depurando-as e eliminando-as aos poucos. Para demonstrar isso, o Instituto Tecnológico de Massachusetts (MIT) realizou vários estudos e publicou seus resultados em diversos meios.

Contudo, para que este efeito seja refletido em nossa silhueta, lembre-se que não deve-se beber mais do que uma taça por dia. Na imagem a seguir fornecemos uma referência da quantidade: não chega a ser um copo cheio. Obviamente os resultados serão mais visíveis se o vinho for combinado com uma dieta equilibrada e livre de gorduras.

2. Potenciador do cérebro

O vinho tinto melhora os processos cognitivos, e como isso acontece? São muitos os estudos que demonstram que beber vinho de forma equilibrada, moderada, porém constante, previne demências e doenças degenerativas do cérebro.

O vinho também diminui as inflamações, evita o endurecimento das artérias e, além disso, inibe a coagulação, melhorando assim o fluxo sanguíneo. É maravilhoso.

3. Trata as infecções das gengivas

Se suas gengivas sangram com muita frequência, não tenha dúvidas e consuma, junto às refeições, uma tacinha de vinho tinto. Existem compostos presentes nas uvas que, ao serem fermentadas em vinho, possuem o benefício de evitar a aparição dos estreptococos e bactérias vinculadas às cáries, além de serem muito eficazes contra a gengivite e inclusive dores de garganta.

4. Combate o cansaço

Curioso não? A pesquisa apareceu no The FASEB Journal e nos diz que é precisamente o resveratrol presente nas uvas que melhora nossa situação naqueles dias nos quais estamos mais apáticos ou cansados. Vale a pena tentar.

5. Aumenta as endorfinas

Lembre-se: desfrute sempre com moderação o vinho tinto saudável e delicioso. Ao fazê-lo liberamos endorfinas em nosso organismo, o que nos relaxa e faz com que desfrutemos mais do momento. Tal estudo foi feito na Universidade da Califórnia. Não se esqueça de que o vinho combinado com determinados alimentos e pratos potencia ainda mais o sabor destes. Você sabia?

6. Limpa nosso paladar

Realmente é muito curioso, tomar vinho tinto enquanto se come faz com que, graças às suas propriedades adstringentes, o sabor do alimento seja percebido de modo mais intenso. Já que o vinho reduz o sabor das gorduras, é bom para depois do consumo de carnes, pois dá uma sensação gratificante de “limpeza” na boca, um detalhe que nos convence mais ainda da utilidade de acompanhar nossos almoços ou jantares com uma tacinha de vinho tinto.

7. Bom para reduzir o colesterol

Como você já sabe, o vinho tinto é um tesouro natural rico em polifenóis, sendo um deles o excelente resveratrol, uma substância química rica em antioxidantes que, de acordo com a Clínica Mayo, nos ajuda a cuidar dos vasos sanguíneos, já que evita a formação de coágulos e reduz o chamado colesterol “mau”.

8. Excelente para nossa saúde cardíaca

Além dos polifenóis que mencionamos anteriormente, o vinho tinto é rico em vitamina E, que ajuda a limpar o sangue, evita coágulos, protege os tecidos dos vasos sanguíneos, logo, uma simples taça de vinho tinto eleva notavelmente o potencial de nossa saúde cardiovascular.

9. Reduz o risco de câncer

O vinho tinto é um grande antioxidante. Um recurso natural capaz de bloquear, por exemplo, o crescimento das células responsáveis pelo câncer de mama ou pulmão. Uma de suas melhores propriedades é precisamente a ação que o resveratrol exerce na hora de impedir que o estrogênio cause problemas cancerígenos nas mulheres.

10. Combate infecções urinárias

Graças às suas propriedades antioxidantes e adstringentes o vinho consegue evitar que as bactérias se adiram à nossa bexiga ou rins e otimiza, além disso, a filtração e depuração destes órgãos. Basta uma tacinha por dia para se beneficiar destas importantes vantagens. Vai perder esse tesouro?

 

Fonte: http://melhorcomsaude.com/10-grandes-beneficios-vinho-tinto-que-voce-nao-conhecia/

Posts navigation

1 2